Uso do Por que / Por quê / Porque ou Porquê?

Uso do Por QueOlá, concurseiros e estudantes. Seguem algumas dicas do Professor Marcelo Bernado sobre o Uso do Por Que.

Mais dicas na Fã Page do professor no Facebook.

E aí? Por quê ou Por que recordar? Vejamos:

Uso do Porque

1. PORQUE – Conjunção coordenativa explicativa (= pois) ou subordinativa causal.

Ex.: Passou, porque estudou muito. (explicação)

Porque estava doente, faltou ao trabalho. (causa)

Uso do Porquê

2. PORQUÊ – Usado como substantivo, sinônimo de motivo, razão. Vem sempre precedido por uma palavra determinante (= artigo, numeral, pronome etc.)

Ex.: Não sei o porquê de tanta complicação. (= o motivo / a razão)

Ela lhe mostrará dois porquê para você continuar estudando. (= dois motivos / duas razões)

Uso do Por que

3. POR QUE

* No início de frases interrogativas diretas.

Ex.: Por que você não estuda com mais empenho?

* Quando equivale a “pelo (a)(s) qual (is)” e flexões.

Ex.: São muitas as dificuldades por que passamos.

* Nas frases interrogativas indiretas, quando depois dele vier subentendida ou expressa a palavra razão (ou motivo).

Ex.: Não sei por que você se foi tão depressa. (por que motivo/razão)

Uso do Por quê

4. POR QUÊ – É usado em fim de frase interrogativa ou de oração.

Ex.: Você não estuda com mais empenho por quê?

Ela saiu chateada e não disse por que, mas eu já começo a desconfiar.

Se ligaêêêêêê…!!! Entããããooo…

Por que estudar? Estudar por quê? Ora, porque é importante aprendermos sempre os porquês de certos mistérios de nossa língua, seja por que meio for… Kkkk…

Bons estudos e comentem se tiverem dúvidas.